sábado, 25 de maio de 2024

Nova variante da Covid-19 é detectada no ES; número de casos positivos aumenta 26%

A Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (Sesa) divulgou que a nova variante do vírus da Covid-19 foi detectada em três testes positivados. Os dados foram divulgados durante coletiva realizada nesta quarta-feira (27), quando um relatório do Sistema Único de Saúde (SUS) sobre como estão os casos no Estado em 2023 foi apresentado. Segundo o relatório, houve aumento constante de casos positivos nas últimas sete semanas.

De acordo com o relatório do SUS, o Estado registrou um crescimento de 26% nos casos confirmados para Covid-19 na última semana. Neste período, foram realizados 7.913 testes do tipo RT-PCR e teste rápido. A queda nas testagens começou no mês de abril, quando 40.915 testes foram feitos em terras capixabas.

Desde 2020, quando a pandemia da doença teve início, o Espírito Santo já registrou 1.340.714 casos confirmados. Destes, 15.112 pacientes morreram. Em 2023, são mais de 22.300 casos de Covid-19, com 120 óbitos no total.

Vacinação incompleta

Segundo os dados divulgados pela Sesa, 68% dos pacientes positivados neste ano precisaram de internação. Desse total, 35% tinha esquema vacinal incompleto ou sem nenhuma dose das vacinas. A idade média dos pacientes é de 75 anos.

O subsecretário de Vigilância em Saúde, Orlei Amaral Cardoso, disse que todos os municípios capixabas se empenharam em campanhas de vacinação e que as pessoas que não completaram o esquema vacinal, ou não se vacinaram, precisam se conscientizar. “Precisamos acreditar na ciência. As vacinam salvam vidas e os dados mostram isso”, declarou.

Secretário de Estado da Saúde, Miguel Duarte, e o subsecretário de Vigilância em Saúde, Orlei Amaral Cardoso – Foto: divulgação/Sesa

No Estado, 3.621.411 pessoas foram vacinadas com a dose única ou a primeira dose contra a Covid-19. Porém, o número de vacinados com a vacina bivalente, ou 4ª dose, cai para 979.204.

Variante Éris

Orlei ressaltou que a nova variante do vírus, Éris, foi encontrada em três amostras no Espírito Santo e que o ciclo vacinal só estará completo após a dose da bivalente.

“A gente faz um apelo para que aquelas pessoas, principalmente aquelas que estão em grupos de risco, que tomem a vacina bivalente. Com a variante Éris, ainda não sabemos qual é o seu comportamento. Por isso a importância de estar vacinado”, afirmou.

O secretário de Estado da Saúde, Miguel Paulo Duarte Neto, destacou que o vírus segue entre a população e que a vacina é a melhor forma de se prevenir. “A covid ainda mata e devemos respeitar a ciência. Infelizmente, no caso da (vacina) bivalente, temos uma baixa cobertura. Contamos com o apoio de todos”, finalizou.

Veja também:

Estudo aponta que negras são mais vulneráveis ao aborto no Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Recentes

Leia Também

Médico alerta que síndrome de May-Thurner pode causar complicações graves

Síndrome causada por uma variação anatômica específica, que facilita...

Gripe e dengue: Vitória abre 5.500 vagas para vacinação

Nova oportunidade para se proteger contra a dengue e...

No Brasil 80% das mortes por câncer de pulmão são causadas pelo tabagismo

Estudo feito por pesquisadores da Fundação do Câncer aponta...
g