...

Ales: Festa da Polenta pode ser tornar patrimônio capixaba

Através do Projeto de Lei 263/2023 apresentado na Assembleia Legislativa do Espírito Santo – Ales, pelo deputado Sergio Meneguelli (Republicanos), a Festa da Polenta de Venda Nova do Imigrante poderá receber o título de patrimônio capixaba.

O deputado destaca o papel da comunidade italiana na realização do evento: “A Festa da Polenta é muito importante não só devido ao seu cunho social, como também importante no sentido de resgatar e manter viva a cultura do imigrante italiano, que colonizou Venda Nova há mais de 100 anos. Dessa forma, ao festejar o alimento, a música, as danças, o vestuário e tantos outros aspectos, há um resgate das tradições culturais desse povo”, destacou Meneguelli.

A festa realizada anualmente desde 1979, está em sua 45ª edição e neste ano está prevista para acontecer entre os dia 6 e 8 e 12 e 15 de outubro. De acordo com a Associação Festa da Polenta (Afepol), organizadora do evento, para este ano, são 1.500 voluntários envolvidos na festa, e deve atrair milhares de turistas de todo o país. A atividade do calendário do município de Venda Nova não se restringe à culinária e se estende à música e à dança.

Tramitação

A proposta de Meneguelli segue para as comissões de Constituição e Justiça; de Cultura e Comunicação Social; de Turismo e Desporto; e de Finanças. Acompanhe através do link.

Em agosto de 2018, o Executivo impôs veto total a uma iniciativa semelhante. O PL 215/2017, de autoria do ex-deputado Jamir Malini, foi aprovado na Assembleia Legislativa (Ales) e vetado por ser considerado inconstitucional, não atendendo ao Decreto-Lei 3.551/2000, que exige registro em livro na Secretaria de Estado da Cultura (Secult), provocado pelo Conselho Estadual de Cultura (CEC), segundo argumento da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) à época.

No caso do PL 263/2023, o deputado Meneguelli considera que um procedimento burocrático não pode impedir ou restringir a atuação parlamentar, de acordo com o artigo 23, incisos III, IV e V da Constituição Federal (CF), segundo o qual é matéria concorrente da União, Estado, Municípios e do Distrito Federal iniciativa de lei sobre a proteção, prevenção e fiscalização do patrimônio. O deputado recorre ainda a outros trechos da CF, que reforçam a atribuição dos entes federativos sobre o tema. 

A “Constituição Federal, em seus artigos 215 e 216, não apenas determina que o Estado garanta a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura e apoiará (…) a difusão das manifestações culturais”, como também (…) atribui ao poder público à tarefa de promover e proteger o patrimônio cultural brasileiro”, reitera Meneguelli. 

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Recentes

Leia Também

Após ameaças da extrema direita Maria da Penha recebe proteção

Maria da Penha Maia Fernandes está recebendo proteção especial...

Taxação de compras internacionais de até US$ 50 é aprovada no Senado

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (4) o...

Hoje é o prazo final para regularizar ou transferir título de eleitor

Hoje, quarta-feira (8), é o último dia para regularizar...
g