sábado, 25 de maio de 2024

Posso transportar animais de estimação em corridas com a Uber? Veja se é possível

O Uber e outros aplicativos de transporte de passageiros parecem grandes alternativas para transportar o seu bichinho de estimação. Principalmente com o aumento de estabelecimentos comerciais aderindo à condição pet friendly, ou seja, que aceitam a entrada e permanência dos animais de seus visitantes e clientes.

Usar a carona e poder levar os animais de estimação pode ser uma grande praticidade aos tutores. Porém, será que é permitido pedir uma viagem para ir com seu cachorro ao shopping, ou voltar do pet shop, por exemplo, no Uber?

A empresa registra aproximadamente 27 milhões de viagens realizadas por dia no Brasil e permite o transporte de cachorros e outros animais nas corridas, mas na condição de que o motorista parceiro aceite levar o pet.

Assim, quando um motorista aceitar a viagem, é necessário entrar em contato através da aba de mensagens disponível no próprio aplicativo, e perguntar se há problema em levar o seu animal de estimação.

Mesmo com a possibilidade de levar animais em uma corrida por aplicativo, vale ficar atento às condições que o condutor do veículo poderá impor, como por exemplo, o uso de focinheiras, ou até mesmo caixas de transporte.

E quem necessita de cão-guia?

Este é um caso de exceção, que se enquadra na regra em que o passageiro é portador de deficiência visual e tem um cão-guia.

Nessa condição, o motorista parceiro não deve se negar a transportar o animal de assistência, sendo este um direito, assegurado na legislação pela lei nº 11.126/2005, conhecida como “Lei do cão-guia”. Ela é que dispõe sobre as diretrizes de ingresso e permanência de pessoas com deficiência visual e seus cães-guias em estabelecimentos abertos ao público e meios de transporte, públicos ou privados.

Aos motoristas que se negarem a transportar animais de assistência, podem ser aplicadas punições por danos morais, com pagamento de indenização ao cliente, por se tratar de atitude discriminatória e exposição ao constrangimento. Vale ressaltar que a Uber, enquanto empresa, também pode ser responsabilizada.

Motorista que recusar cão-guia terá de indenizar passageiro com deficiência – Foto: Henrique Almeida /CPIPD

Categoria para levar animais

Uma curiosidade interessante sobre o transporte de animais em corridas por aplicativo, é que em 2019 foi liberada em algumas cidades dos Estados Unidos, como Denver e Nashville, uma modalidade de corrida chamada Uber Pet. Ao selecionar esta opção pelo aplicativo, o passageiro é direcionado a um motorista que já está preparado para atender a esta condição.

Em 2021, Portugal também aderiu à categoria, lançando a opção, inicialmente, na região metropolitana de Lisboa e Porto, e na região do Algarve. Solicitar uma corrida Uber Pet, gera um custo adicional de US$ 2 a US$ 5 para os americanos, e 2 euros aos portugueses. Entretanto, não há informações sobre a possibilidade de implantação desta categoria no Brasil pelo Uber.

*Informações do portal Auto Esporte

Veja também:

“Vale Gás Capixaba”: projeto prevê R$ 100 para famílias no ES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Recentes

Leia Também

Concurso da Caixa: local de prova está disponível para os candidatos

Os candidatos do concurso Caixa Econômica Federal 2024 já...

Presidente da CIDH diz ver avanços no Caso Yanomami

A presidente da Corte Interamericana de Diretos Humanos (CIDH),...

Tarifas acessíveis pelo Programa Voa Brasil a partir de junho

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho,...
g