sábado, 18 de maio de 2024

5 benefícios da revisão preventiva para preparar seu carro para as viagens de fim de ano

Quando se trata de cuidar do seu veículo, a manutenção preventiva é a chave para uma condução segura e confiável. Com muitos motoristas confiando em seus carros para levá-los aonde precisam ir, a importância de manter seu veículo em boas condições não pode ser subestimada.

Nada é pior do que quebrar na estrada, especialmente quando poderia ter sido evitado. Realizar revisões preventivas em seu veículo ajuda a identificar e corrigir problemas potenciais antes que eles se transformem em situações desagradáveis. Isso proporciona maior confiabilidade ao seu veículo, permitindo que você desfrute de viagens mais tranquilas e sem contratempos inesperados.

A segurança dos ocupantes do veículo e de outros usuários da estrada é a prioridade máxima. Manter os componentes do seu carro em bom estado de funcionamento é fundamental para garantir uma condução segura. Revisões preventivas regulares ajudam a detectar e resolver problemas que poderiam comprometer a segurança, como freios desgastados, suspensão inadequada e iluminação deficiente.

De acordo com Carlos Correia, supervisor da assistência técnica da Prime Hyundai, a manutenção preventiva deve ser feita a cada 10 mil quilômetros rodados ou em um ano após a compra. “Além disso, a revisão preventiva é obrigatória para que a garantia do carro continue válida”, destacou o supervisor.

Se você deseja que seu carro continue a servi-lo por muitos anos, a manutenção preventiva é a resposta. “Um total de 64 itens fazem parte do checklist, onde estão inclusos mecânica, elétrica, capotaria e carroceria. Geralmente são substituídos o óleo do motor, filtro de óleo do motor, anel de escoamento de óleo do motor, filtro de ar do motor, filtro de combustível e filtro do ar condicionado, geometria de direção e balanceamento das rodas”, afirmou Correia.

Substituir fluidos, peças desgastadas e realizar ajustes conforme recomendado pelo fabricante ajuda a prolongar a vida útil do seu veículo. Isso não apenas economiza dinheiro a longo prazo, mas também reduz o impacto ambiental, uma vez que menos veículos são descartados prematuramente.

De acordo com Carlos Correia, esses são alguns sinais em seu veículo que indicam a necessidade da manutenção: “Pode acender a luz de óleo do motor, por conta da falta do mesmo. Também pode ocorrer desalinhamento do ângulo de direção, causando desgaste irregular de pneus. A perda de potência do motor também pode ocorrer, por conta da falta de substituição dos filtros’, frisou.

Quando chegar a hora de trocar de carro, um histórico de manutenção bem documentado pode fazer toda a diferença. Os compradores de carros usados valorizam veículos que foram bem cuidados, e um registro completo de revisões preventivas pode aumentar significativamente o valor de revenda do seu veículo. “Isso evidencia que o dono do veículo cumpre com o que preconiza a montadora, facilitando assim a revenda”, finalizou o supervisor.

Benefícios da revisão preventiva do carro

  • Maior confiabilidade: evita surpresas desagradáveis na estrada, reduzindo os riscos durante a viagem;
  • Economia a longo prazo: promove maior eficiência, reduzindo despesas com reparos inesperados;
  • Segurança aprimorada: manter componentes em bom estado de funcionamento é fundamental para garantir uma condução segura;
  • Vida útil prolongada: uma manutenção adequada ajuda a prolongar a vida útil do seu veículo;
  • Maior valor de revenda: um histórico de manutenção bem documentado pode aumentar o valor de revenda do seu veículo.

Leia também:

Pensão especial para filhos de vítimas de feminicídio é aprovada no Senado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Recentes

Leia Também

Mais de 98% dos territórios quilombolas no país estão ameaçados

Levantamento inédito do Instituto Socioambiental (ISA) em parceria com...

País teve 230 mortes de pessoa LGBTI+ em 2023

Em 2023, morreram de forma violenta no país 230...

Papa recebe demandas de adolescentes sobre crises climáticas

Maria Helena Garrido, 17 anos, viveu de perto a...

Greve: governo se reúne com categorias nas universidades

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços...
g