...

Espetáculo Híbrido de Teatro e Samba Aborda a Realidade de uma Metrópole em Crise

A Cia Teatro Urgente e a escola de samba Novo Império uniram-se para apresentar o espetáculo “Metropolis, Tragédia de um País”, uma incursão pela metrópole de um país em crise. Marcado por elementos como miséria extrema, manifestações políticas e a utopia revolucionária do carnaval, o espetáculo busca retratar essa realidade. Com uma abordagem híbrida, que combina teatro, performance, samba e vídeo, a produção será apresentada no Teatro da Ufes, em Vitória, neste sábado (24), às 20h, e domingo (25), às 19h, com entrada gratuita.

O espetáculo é dividido em alas, seguindo a estrutura de um desfile de escola de samba. Apresenta composições em forma de coros e imagens em videomapping, com a proposta de criar uma “ópera-samba”. Inspirado na obra “Ratos e urubus larguem minha fantasia” (1989), do carnavalesco Joãosinho Trinta, e na peça “Macunaíma” (1978), do diretor Antunes Filho, o espetáculo faz referência ao filme homônimo de Fritz Lang, lançado em 1927.

Sob a direção de Marcelo Ferreira, a encenação reúne a Cia Teatro Urgente e artistas da ala de passistas e ritmistas da Novo Império para uma montagem original, financiada pelo Fundo de Cultura do Estado do Espírito Santo (Funcultura), da Secretaria da Cultura (Secult).

Marcelo Ferreira destaca que sua companhia de teatro comemora duas décadas de atividades neste ano e propôs essa parceria com a escola de samba para celebrar a ocasião. O diretor descreve a montagem como uma “ópera samba”, que combina referências eruditas e populares. Ele ressalta que os espetáculos das escolas de samba são como óperas populares, reunindo canto, dança, música, artes visuais e audiovisuais em sua estética.

O conceito do espetáculo é o de teatro performativo, privilegiando a movimentação, o gestual expressionista dos performers e o samba no pé do elenco formado por passistas e ritmistas. A estética da produção combina trilha eletroacústica, experimental, clássica e samba-enredo original, declamado em forma de slam, um gênero poético inspirado no rap.

O samba-enredo “Metropolis, Tragédia de um País” foi criado pelos DJ Zappie Pimentel e pelo percussionista Rafael Jabah, com letra de Marcelo Ferreira e voz da atriz Ivny Matos. O espetáculo conta com cenas que representam uma comissão de frente, intitulada “Coro dos Operários”, e as alas “Coro dos Famintos”, “Coro dos Rebeldes” e “Coro da Utopia”.

A referência ao filme de Fritz Lang remete a uma produção anterior da Cia Teatro Urgente, que realizou uma releitura de “Metropolis” para o palco em 2009. Naquela ocasião, o projeto foi contemplado pelo Edital de Dança Klauss Vianna, da Fundação Nacional de Artes (Funarte). Agora, na montagem atual, o repertório foi revisitado e transformado em enredo de escola de samba, fortalecendo ainda mais a conexão com a cultura popular.

A parceria com a Novo Império é um marco inédito para ambas as partes. Para a realização desse trabalho, bolsistas foram selecionados e participaram de um workshop imersivo na linguagem cênica da Cia Teatro Urgente. A Novo Império, uma das escolas de samba mais tradicionais e longevas do carnaval capixaba, da região de Caratoíra e da Grande Santo Antônio, foi escolhida não apenas pela afinidade afetiva do diretor com a escola, mas também pelo reconhecimento da participação ativa da comunidade na manutenção da escola.

Vini Sayos, coreógrafo, passista e coordenador da ala dos passistas da Novo Império, descreve a experiência como desafiadora. Desde o momento em que aceitou o convite para participar do projeto, ele sabia que seria um grande desafio. O mergulho realizado durante a formação em linguagem cênica proporcionou um contato valioso com um conteúdo rico, que ele agora poderá aproveitar em suas apresentações na quadra da escola de samba e também na avenida.

O espetáculo se passa em um dia de uma metrópole comandada por um ditador e estabelece um diálogo com a obra de Fritz Lang por meio da projeção de imagens do filme, que se integram à narrativa visual, juntamente com outras imagens emblemáticas criadas pelo artista visual Raphael Newman, que também atua como assistente de direção da Cia Teatro Urgente.

Além das apresentações no Teatro da Ufes, uma apresentação especial está programada para o dia 2 de julho, às 19h, na quadra da escola de samba Novo Império, em Caratoíra, Vitória. Nessa ocasião, o espetáculo contará com projeções em videomapping, realizadas pela PixxFluxx, e contará com a presença do DJ Zappie Pimentel, acompanhado pelo percussionista Jonathan Seabra.

Programação completa:

  • Espetáculo “Metropolis, Tragédia de um País”:
  • Data: Sábado, 24 de junho, às 20h
  • Local: Teatro da Ufes, Vitória
  • Entrada gratuita
  • Espetáculo “Metropolis, Tragédia de um País”:
  • Data: Domingo, 25 de junho, às 19h
  • Local: Teatro da Ufes, Vitória
  • Entrada gratuita
  • Apresentação especial:
  • Data: Sexta-feira, 2 de julho, às 19h
  • Local: Quadra da escola de samba Novo Império, Caratoíra, Vitória
  • Projeções

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Recentes

Leia Também

g