sábado, 18 de maio de 2024

Nicarágua vence Miss Universo 2023 e leva 1ª coroa; Brasil não se classifica

Sheynnis Palacios, Miss Nicarágua, venceu o Miss Universo 2023, sediado em El Salvador. A final ocorreu na noite do último sábado (18). Anntonia Porsild, representando a Tailândia e Moraya Wilson, a Austrália, ficaram respectivamente em segundo e terceiro lugares.

O concurso deste ano foi marcado com duas candidatas que são mães e casadas, duas mulheres transgênero, uma enfermeira plus-size e uma miss de 30 anos, sendo a edição mais diversa em mais de 70 anos. A mudança na regra é uma das maiores reviravoltas da história da competição, que antes só permitia mulheres solteiras, com idade entre 18 e 28 anos, que nunca foram casadas ou tiveram filhos.

As vencedoras de concursos nacionais de 84 países foram julgadas por um júri formado pela modelo Halima Aden, a estrela de “Queer Eye” Carson Kressley, a influenciadora do TikTok Avani Gregg e duas ex-vencedoras do Miss Universo, Janelle Commissiong de Trinidad e Tobago (1977) e Iris Mittenaere da França (2016).

A brasileira Maria Eduarda Brechane, de 19 anos, não se classificou entre as semifinalistas. A estudante de jornalismo é natural de Rio Grande, no Rio Grande do Sul.

A Miss Colômbia, Camila Avella, e a Miss Porto Rico, Karla Guilfú, completaram as cinco primeiras colocadas. A espanhola Athenea Pérez, foi coroada Miss Simpatia do concurso.

*Com informações do jornal O Globo

Veja também:

Libertário Javier Milei é eleito o presidente da Argentina; confira

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Recentes

Leia Também

Papa recebe demandas de adolescentes sobre crises climáticas

Maria Helena Garrido, 17 anos, viveu de perto a...

Enem 2024: provas acontecerão em 3 e 10 de novembro

O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Crescem manifestações contra Israel em faculdades dos Estados Unidos

Protestos contra Israel encheram as ruas do Brooklyn e...
g