sábado, 18 de maio de 2024

HeptaSopro e Léo de Paula: um mergulho na música instrumental brasileira

No campus de Goiabeiras da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), acontecerá o show de lançamento do álbum “HeptaSopro convida Léo de Paula”. O albúm chegará nas plataformas digitais no dia 16 de maio, neste dia, às 20h, eles estará agitando a Ufes com o evento de lançamento do álbum, no auditório do Cemuni IV. A entrada é gratuita e show conta com um duo de violão e flauta especializado no choro e nas diversas matrizes da música instrumental brasileira; de outro, um percussionista reconhecido pelo amplo conhecimento nos ritmos afro-brasileiros e de origem banta.

Reunindo 12 composições que passeiam principalmente pelo choro e pela diversidade de gêneros musicais brasileiros, o álbum conta com recursos do Fundo de Cultura do Estado do Espírito Santo (Funcultura), tendo sido contemplado pelo Edital 12/2022 – Produção Musical, da Secretaria da Cultura (Secult).

Formado pelo violonista de sete cordas Luciano Furtado e pelo flautista e compositor Matheus Viana, o HeptaSopro está em atividade desde 2017, quando os músicos se conheceram na oficina de prática de conjunto no Festival de Inverno de Domingos Martins.

Desde então, o duo vem desenvolvendo um trabalho consistente na área da música instrumental brasileira, tendo como espinha dorsal o choro e o samba, passeando também por compositores contemporâneos como Guinga, Toninho Horta e Hermeto Pascoal. As composições próprias, de autoria de Matheus Viana, trazem arranjos originais pensados para explorar ao máximo as especificidades de cada instrumento.

Em 2021, o duo criou o projeto “HeptaSopro convida Léo de Paula”, que teve sua primeira aparição pública com o material audiovisual gravado por meio da Lei Aldir Blanc, com 16 faixas autorais registradas em áudio e vídeo. No ano seguinte, o projeto ganhou os palcos da Grande Vitória e do interior do Espírito Santo, culminando com uma apresentação no Marien Calixte Jazz Music Festival, em 2023.

A experiência nos shows colaborou para sedimentar a construção do álbum, gravado no Estúdio Bravo, em Vitória. A parceria entre eles foi cercada por afinidades. “A ideia de convidar o Léo de Paula foi uma decisão mútua do duo. Primeiro porque ele foi professor do Luciano durante muito tempo, e depois pela afinidade musical entre os três, que é grande”, explica o flautista Matheus Viana.

“O Léo é um percussionista extremamente inventivo e traz consigo toda a bagagem da música afro-brasileira na sua performance. A soma da estrutura percussiva dele com a estética quase contrapontística do HeptaSopro é realmente um casamento interessante”, acrescenta o músico e autor das 12 faixas gravadas no álbum.

Arranjos

O entrosamento do trio se concretiza em arranjos que expressam diferentes visões musicais. Entre os temas de andamento cadenciado e repletos de delicadeza, destacam-se “Amora”, que traz sabor de infância para o compositor, e “Ennio e Vinicius”, homenagem a Ennio Morricone e Vinicius de Moraes, composta por Matheus Viana no dia da morte de Morricone – genial autor de trilhas sonoras que marcaram época no cinema mundial, como “Era uma vez no Oeste” (1968) e “Cinema Paradiso” (1988).

Na seara do choro, despontam arranjos com diferentes nuances: “Choro torto”, de andamento acelerado, remete aos choros buliçosos de Jacob do Bandolim; “Distraído”, de ritmo médio, tem melodia marcante pontuada pela flauta; e “Varandão em Pelotas”, conforme destaca Matheus Viana, é a faixa que mais se aproxima da tradição chorística propriamente dita, com sua levada dolente e o diálogo entre violão de sete cordas e flauta conduzido pelo pandeiro remansado de Léo de Paula.

Samba

Em meio às incursões pelo choro, surge o inusitado samba “Evans no samba”, em homenagem ao influente pianista de jazz norte-americano Bill Evans, no qual brilham a cuíca e a percussão múltipla de Léo de Paula. Para Luciano Furtado, essa diversidade de ritmos e abordagens reflete a sonoridade do HeptaSopro. “O HeptaSopro tem como base o choro, mas o Matheus traz muito do jazz e da bossa nova, com harmonias mais rebuscadas e bastante improvisação. O público pode esperar um disco e também os shows com bastante interação entre os músicos e faixas que evocam sentimentos diferentes de cada pessoa”, observa.

Informações:

Show de lançamento do álbum “HeptaSopro Convida Léo de Paula”

Quando: 16 de maio (quinta-feira)

Horário: às 20h

Local: Auditório do Cemuni IV, Ufes, Av. Fernando Ferrari, Goiabeiras, Vitória

Entrada gratuita

A partir da mesma data, o álbum estará disponível em Spotify, Apple Music, Deezer, YouTube Music, Tidal e demais plataformas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Recentes

Leia Também

Oficinas gratuitas e festa marcam o aniversário de 9 anos da Sarau da Barão

Estão abertas as inscrições para as oficinas literárias que...

Projeto capixaba de videodança será lançado no YouTube

O projeto de videodança “Sonhava, eu, vivamente”, nesta sexta...
g