...

Fluminense, Athletico-PR e Atlético-MG nas oitavas da Libertadores

A noite da terça-feira, 27, foi de jogos pela Copa Libertadores e as equipes brasileiras, Fluminense, Athletico-PR e Atlético-MG, garantiram a classificação para as oitavas de final da competição.

Os adversários da próxima fase da competição serão descobertos no dia 5 de julho, quando a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) realiza sorteio.

No Maracanã, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o Sporting Cristal (Peru), mas como líder do Grupo D, garantiu a vaga na com 10 pontos.

O Tricolor das Laranjeiras concluiu essa fase com o total de 10 pontos, mesma pontuação do River Plate (Argentina), que bateu o The Strongest (Bolívia) por 2 a 0 no estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires, e ficou em segundo lugar.

Athletico-PR líder do Grupo G

Na Arena da Baixada, o Athletico-PR já classificado, desejava apenas confirmar a 1ª posição do Grupo G para garantir vantagens no mata-mata.

No confronto contra Alianza Lima (Peru) o Athletico-PR alcançou seu objetivo por 3 a 0.

Logo aos 7 minutos do primeiro tempo, o meia-atacante Vitor Bueno recebeu a bola na intermediária e bateu de direita para dar vantagem ao time. Já na etapa final, o artilheiro foi Vitor Roque, que marcou aos 17 minutos, batendo na saída do goleiro, e aos 43, ao escorar cruzamento para a área.

Vaga com empate

Já o Atlético-MG, garantiu a vaga no empate. Em confronto com o Libertad (Paraguai) no estádio Defensores del Chacho, em Assunção, o time mineiro empatou por 1 a 1.

O empate da classificação veio no 2º tempo da partida. Aos 22 minutos Guilherme Arana foi até a linha de fundo e cruzou na medida para Igor Gomes, que, com liberdade, bateu de primeira para marcar e confirmar a vaga do Galo.

Lamentavelmente a partida também foi marcada por agressões racistas ao goleiro brasileiro Everson.

Agressão racista

Após o apito final, um torcedor do Libertad que estava na arquibancada se direcionou ao goleiro Everson imitando um macaco. Em nota emitida após a partida, o Atlético-MG afirmou que registrou as imagens das manifestações racistas e “as encaminhou de imediato ao delegado da partida para dar conhecimento do ocorrido à Conmebol”.

“Indignação é a palavra que define o sentimento do Galo diante das manifestações racistas de torcedores do Libertad dirigidas ao goleiro Everson. Punições realmente severas precisam ser aplicadas para que essas cenas covardes e inadmissíveis, vistas no Defensores del Chaco, não aconteçam nos estádios da América do Sul”, defendeu o Galo.

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Recentes

Leia Também

g