...

No ES, cigarro, produtos alimentícios e eletrônicos estão na mira das quadrilhas de roubo de cargas

Cigarro, produtos alimentícios, produtos eletrônicos e carga fracionada são os produtos que ocupam, este ano, o top 3 do ranking das cargas mais visadas pelas quadrilhas que atuam no Espírito Santo. Entre janeiro e 30 de junho foram registrados 23 casos deste tipo de crime. Deste montante, 30,4% foi cigarro, 21,7% foi de produtos alimentícios e 17,4% de eletrônicos e carga fracionada.

Estes e outros números que fazem parte do cenário do roubo de furto de cargas, um dos assuntos mais recorrentes entre transportadores brasileiros, serão debatidos no V Fórum de Prevenção e Combate ao Roubo de Cargas, quarta-feira, 12 de julho, das 8 às 12 horas, no Hotel Ilha do Boi, em Vitória.

O evento capixaba vai contar com a presença do secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Ramalho, do assessor de Segurança da NTC& Logística (Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logística), Mauro Ricciarelli, que apresentará o cenário nacional do roubo de cargas, e de representantes de forças policiais.

O delegado Brenno Andrade (Polícia Civil), os superintendentes regionais Wermeson Pestana (Polícia Rodoviária Federal) e Decio Ferreira (da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Patrimônio e Tráfico de Armas Polícia Federal – Delepat) e
o diretor de Inteligência da Polícia Militar, Leonardo Vieira Celante, apresentarão o cenário local e a atuação de suas respectivas corporações.

O roubo de cargas e o Sudeste

O Sudeste continua puxando para cima os números do roubo e furto de cargas. Segundo pesquisa divulgada pela NTC&Logística, em 2022 foram registradas 13.089 ocorrências, que gerou R$ 1,2 bilhão em prejuízo para empresas, e 85,18% delas aconteceram na região.

São Paulo e Rio de Janeiro são os estados mais impactados e o Espírito Santo vive uma realidade diferente, aparecendo em quarto lugar e tendo sido responsável por 53 casos ano passado. Esse número representa menos de 1% do total da região, segundo o Observatório de Segurança Pública do ES.

Superintendente do Transcares e quem atua nas ações voltadas à segurança no sindicato, Mario Natali reconhece que o Estado vive uma situação confortável perante os vizinhos e o justifica como sendo fruto de trabalho de articulação e parceria entre os setores público e privado. Neste sentido, ele destaca o Grupo de Trabalho de Estudos, Prevenção e Combate ao Roubo de Cargas, coordenado pela subsecretaria de Inteligência da Sesp e do qual o Transcares participa, e a Lei 8.246/2006, de
receptação a cargas roubadas.

“Ainda hoje, muita gente não sabe que o Espírito Santo é precursor na implementação de uma lei que pune quem recebe carga roubada ou fruto de estelionato por meio da suspenção da inscrição fiscal. Mais uma prova de que aqui tratamos o assunto com seriedade e trabalhamos para estar sempre um passo à frente dos criminosos”.

O roubo de cargas nas regiões do Brasil

  • Região Sudeste: 85,18%
  • Região Sul: 6,12%
  • Região Nordeste: 4,66%
  • Região Centro-Oeste: 2,81%
  • Região Norte: 1,23%

Serviço:

  • V Fórum Estadual de Segurança – Prevenção e Combate ao Roubo de Cargas
  • Dia: 12 de julho
  • Horário: Das 8h às 12 horas
  • Local: Hotel Ilha do Boi, Vitória

Inscrição:

O fórum é gratuito, mas as vagas são limitadas e podem ser garantidas pelo link
https://www.transcares.com.br/eventos/v-forum-de-prevencao-e-combate-ao-roubo-de-
cargas-342

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Recentes

Leia Também

g