...

Reforma tributária: veja quais são as mudanças que afetam para melhor a vida do consumidor

A reforma tributária aprovada nesta quinta-feira (6) na Câmara dos Deputados promove grandes mudanças, que são esperadas há décadas pelo Brasil. Algumas delas afetam diretamente, e para melhor, a vida do consumidor brasileiro, reduzindo ou simplificando impostos.

Veja algumas das principais mudanças:

Com a aprovação, foi criada a “Cesta Básica Nacional de Alimentos”. As alíquotas previstas para os IVAs federal e estadual e municipal serão reduzidas a zero para esses produtos.

Com isso, o texto prevê que os tributos serão recolhidos no local onde as mercadorias e serviços foram consumidos e não onde foram produzidos, como é hoje, pondo fim à guerra fiscal entre estados, que dão benefícios fiscais para atrair investimentos.

Outra mudança estrutural é o fim da chamada cumulatividade, quando os impostos vão sendo cobrados sobre os outros, o chamado efeito em cascata. Essa mudança introduzida na Reforma Tributária reduz o imposto na ponta e torna transparente para o consumidor quanto está sendo cobrado de tributos no que ele está comprando ou contratando, diretamente na nota fiscal.

Importante destacar que a reforma vai unificar três impostos federais (IPI, PIS e Cofins), um estadual (ICMS) e um municipal (ISS) em dois novos tributos: a CBS, de competência da União; e o IBS, para estados e municípios.

Com a aprovação da reforma tributária, o consumidor saberá quanto pagará de imposto na nota fiscal. Hoje, somente o ICMS vem exposto na nota.

*Com informações da Agenda do Poder.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Recentes

Leia Também

Pix bate novo recorde com 224,2 milhões de transações em um dia

O sistema de transferências instantâneas do Banco Central (BC),...

Americanas enfrentam fraudes contábeis que ultrapassam os R$ 25 bilhões

Considerado um dos gigantes do varejo brasileiro, com quase...

Nova lei aumenta impostos sobre compras internacionais para até US$ 50

O presidente Lula (PT) assinou nesta quinta-feira (27) o...
g