...

“Não há hipótese de se repetir os atos lamentáveis”, diz interventor

O interventor federal na segurança pública do DF, Ricardo Cappelli, anuncia medidas de segurança na Esplanada dos MinistériosO interventor federal na segurança pública do DF, Ricardo Cappelli, anuncia medidas de segurança na Esplanada dos Ministérios| Foto: Reprodução Youtube

O interventor da Segurança Pública do Distrito Federal Ricardo Cappelli apresentou, nesta quarta-feira (11), um plano de segurança para impedir novos atos de vandalismo similares ao que ocorreu no último domingo (8). A medida está sendo tomada após a circulação nas redes sociais de mensagens convocando a população para uma “mega manifestação nacional pela retomada do poder”.

Segundo Cappelli, o anúncio visa tranquilizar a população e mostrar que estão em “mobilização máxima” para evitar novos riscos aos três poderes. “Não há hipótese de se repetir os atos inaceitáveis que aconteceram no dia 8. Há muito buchicho, muita fake news e isso tá crescendo, mas queremos tranquilizar a população”, disse.

Com o intuito de reforçar a segurança, a Esplanada dos Ministérios será fechada para circulação de veículos e as barreiras e revistas aos manifestantes serão todas reforçadas. Também haverá um bloqueio na frente do Congresso Nacional que dá entrada a Praça dos Três Poderes, onde não será permitida a presença de manifestantes.

“Todo efetivo da segurança publica está mobilizado. Será uma operação articulada com apoio da nossa inteligência, da inteligência da PF e a colaboração de todo efetivo de segurança da Força Nacional”, explicou.

Também foi informado que não será permitido materiais cortantes ou qualquer material que possa causar ferimentos, carro de som não será autorizado, assim como faixas conduzidas com hastes de madeira, PVC ou ferro também não serão permitidas.

“Nunca mais a capital verá o que aconteceu. O direito à manifestação será sempre respeitado dentro do que prevê a Constituição Federal, o que não se confunde com terrorismo e atentado as instituições democráticas, ao patrimônio público e a democracia. A lei será cumprida e será tratado com o rigor da lei”, garantiu o interventor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Recentes

Leia Também

Ministério dos Direitos Humanos investe em ações para população LGBTQIA+

O Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania detalhou,...

Mega-Sena: prêmio acumulado vai a R$ 80 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.730 da...

Segundo a Unicef menstruação segura ainda é desafio no Brasil

Uma enquete do Fundo das Nações Unidas para a...

Concurso da Caixa: local de prova está disponível para os candidatos

Os candidatos do concurso Caixa Econômica Federal 2024 já...
g