sábado, 25 de maio de 2024

SLU-PP-332! Exercício físico sem exercício físico

Cientistas da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, estão na frente no desenvolvimento de um tratamento inovador para perda de peso. O remédio, chamado SLU-PP-332, foi recentemente testado em ratos e não só apresentou resultados impressionantes, como também promete mudar a maneira como tratamos a obesidade e doenças relacionadas.

O diferencial desse composto é que, ao invés de mexer com o apetite, como os remédios convencionais; Ozempic, Wegovy e Mounjaro, ele estimula uma via metabólica que normalmente é ativada pelo exercício.

Esse efeito faz com que o corpo gaste mais energia, acelerando a queima de gorduras, sem a necessidade de aumentar a prática de atividades físicas.

Como ele funciona?

É como se o corpo estivesse se preparando para uma maratona, com todo o potencial energético e queima de gorduras que acontece nesse processo. Esse efeito é possível porque o medicamento faz parte da categoria dos “miméticos do exercício”, substâncias que imitam os benefícios da atividade física.

O professor líder do estudo, explicou que o remédio atua nos músculos esqueléticos de maneira semelhante ao treinamento de resistência.

Foto: reprodução internet

Resultados da pesquisa inicial

Quando administrado em ratos, os resultados mostraram que o metabolismo do corpo passou a usar mais ácidos graxos, semelhante ao que acontece em humanos durante o jejum ou exercício. Isso levou os animais a perderem considerável peso.

Os testes realizados indicaram que ratos obesos que receberam o SLU-PP-332, mesmo mantendo a mesma dieta e nível de atividade, ganharam 10 vezes menos gordura e perderam 12% do peso corporal em comparação aos não tratados. Além disso, os roedores tratados apresentaram aumento na resistência física, correndo 50% a mais do que antes.

O foco do medicamento está nas proteínas ERRs, relacionadas à ativação de vias metabólicas em tecidos que consomem muita energia, como músculos, coração e cérebro. O desafio anterior era encontrar uma maneira de ativar essas proteínas com medicamentos, mas o SLU-PP-332 mostrou eficácia nessa tarefa, aumentando a atividade dos ERRs.

No artigo divulgado pela ACS Chemical Biology, os pesquisadores relataram que desenvolveram com sucesso o medicamento para intensificar a ação dos ERRs. Também observaram que os camundongos de peso regular que receberam o composto conseguiram correr 70% a mais e percorrer uma distância 45% maior em comparação com os que não receberam o tratamento.

Foto: reprodução internet

Médicos enfatizam que uma substância como essa poderia ser útil na manutenção da massa muscular durante a perda de peso ou o envelhecimento, no tratamento de pacientes cardíacos graves, obesos e ainda para aqueles que, por algum motivo, não podem praticar atividade física.

Mas calma…

Foto: reprodução internet

Ainda que os resultados sejam promissores, especialistas alertam que a substância ainda está em estágio super inicial e são necessárias mais pesquisas para entender completamente os efeitos em longo prazo, sua eficácia e possíveis efeitos colaterais.

A atividade física ainda é insubstituível pelos diversos benefícios que proporciona ao organismo, especialmente ao cérebro.

Leia também:

A verdadeira beleza está na harmonia entre corpo e mente

 

Lourenço Aresi
Lourenço Aresi
Lourenço Aresi é profissional de Educação Física e atua como personal trainer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Recentes

Leia Também

Dia da Toalha: uma celebração à cultura geek

Em 25 de maio, algo peculiar acontece: toalhas assumem...

Conheça 11 onze equívocos comuns da língua portuguesa

A língua portuguesa, com toda a sua complexidade e...

Dia Internacional das Meias Perdidas: Um Mistério Universal 

No dia 9 de maio, celebramos o Dia Internacional...

Dia do Silêncio: um convite à reflexão e à paz interior

O Dia do Silêncio, celebrado anualmente em 7 de...
g