...

MP vai recorrer sobre decisão que autorizou regime aberto para Suzane von Richthofen

O Ministério Público de São Paulo informou, nesta quinta-feira (12), que vai recorrer da decisão da 2ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté, que autorizou o regime aberto para Suzane von Richthofen.

Solta ontem, ela cumpriu 20 anos de pena pelo assassinato dos pais, Manfred e Marísia, na zona sul de São Paulo, em novembro de 2002.

O alvará de soltura de Suzane foi cumprido às 17h35 no presídio feminino de Tremembé, no interior paulista. O processo de cumprimento de pena de Suzane von Richthofen está em segredo de Justiça.

Ré confessa, Suzane foi condenada em 2006 a quase 40 anos de prisão e estava desde 2015 no regime semiaberto, no qual a execução da pena é realizada em colônias agrícolas, industriais ou em estabelecimentos similares.

Já no regime aberto, o condenado deverá, fora do estabelecimento e sem vigilância, trabalhar, frequentar curso ou exercer outra atividade autorizada, permanecendo recolhido durante o período noturno e nos dias de folga.

A defesa de Suzane entrou informou que o processo corre em segredo de justiça, e, por isso, é “sigiloso em toda sua tramitação e desdobramentos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Recentes

Leia Também

PF já fez 163 operações contra exploração sexual infantil este ano

A Polícia Federal (PF) deflagrou, de janeiro a maio...

Bolsonaro sabia da fraude em cartão de vacinação, afirma PF

Segundo a Polícia Federal (PF), em representação encaminhada ao...

Operação da PF prende ex-assessor de Bolsonaro

Na manhã desta quarta-feira, 3, a Polícia Federal (PF)...
g