...

EUA: Cidade decadente nos EUA elege prefeito de 18 anos

A fábrica de calçados fechou e o supermercado deixou a cidade. Também foram embora moradores cujas antigas casas agora estão caindo aos pedaços, invadidas por mato e árvores. E muitos dos melhores alunos do colégio de segundo grau deixavam a cidade para fazer faculdade em outro lugar e então decidiam que ela não tinha atrativos suficientes para fazê-los voltar.

Jaylen Smith, 18, também poderia ter ido embora. Mas em vez disso, quando concluiu o ensino médio no ano passado, decidiu continuar em Earle, cidadezinha cercada de terras agrícolas situada na região do Delta de Arkansas, nos Estados Unidos, onde sua família reside há gerações.

Não apenas ele ficou na cidade como se candidatou a prefeito. E ganhou.

“Por que eu deveria ir a algum outro lugar para fazer algo importante, quando posso fazer aqui mesmo em Earle?”, disse Smith alguns dias depois de tomar posse, na semana passada. Estava sentado em sua nova mesa de trabalho no gabinete do prefeito, mas se movimentava a toda hora, assinando papéis e atendendo ao telefone fixo e um celular que tocavam alternadamente.

Ao longo dos anos, Earle foi definida em grande medida por tudo que já perdeu. Sua população caiu de mais de 3.000 habitantes na década de 1990 para 1.800 atualmente. Mas desde que Smith ganhou a eleição para prefeito, no início de dezembro, e especialmente desde que tomou posse, no dia 1º de janeiro, um clima de otimismo tomou conta da cidade.

A vitória eleitoral fez de Smith um dos prefeitos afro-americanos mais jovens eleito no país, e isso é motivo de orgulho para sua família e apoiadores. Muitos moradores de Earle esperam que sua energia e senso de missão possam favorecer a cidade ou, no mínimo, atrair um supermercado de volta a ela.

“Ele é um elemento positivo porque é motivado e tem ideias novas”, disse a vereadora Tyneshia Bohanon, que conheceu Smith quando era professora substituta nas escolas públicas da cidade. “Está pensando nos outros. Ele optou por ficar aqui e conduzir a cidade para o lugar que sabe que ela pode ocupar.”

O plano de atrair um supermercado foi um dos pilares da campanha de Smith, assim como o fortalecimento do departamento de polícia da cidade para que possa operar 24 horas por dia. Smith também conquistou os eleitores quando falou em tampar os buracos nas ruas, demolir construções dilapidadas e elevar o moral da comunidade.

“Acho que ele precisava de uma chance”, disse Etta Poole, que veio a Earle de Chicago em 2008 para cuidar de um irmão doente e decidiu ficar.

A plataforma de Smith parecia simples, mas refletia o preço elevado que os moradores que permanecem em Earle têm sido obrigados a pagar. Os habitantes têm enfrentado, entre outras coisas, um sistema de drenagem insuficiente que deixa bairros inundados depois de cada chuva, além de cofres públicos tão vazios que a prefeitura tem dificuldade em pagar salários. O distrito escolar não é da alçada do prefeito, mas seu controle foi tomado pelo Estado em 2017 em parte devido à má gestão de fundos.

Nem todos estavam preparados para confiar o comando da cidade a Smith. Um de seus maiores obstáculos como candidato foi persuadir céticos que citavam sua idade e falta de experiência, mesmo porque seu adversário na eleição de dezembro era o administrador de saneamento e vias públicas da cidade, que tinha muito mais cancha.

Mas os apoiadores do jovem candidato argumentaram que não estavam pedindo aos eleitores para colocar a cidade nas mãos de um jovem qualquer de 18 anos. Estavam falando em Jaylen, o adolescente que começou a ir à escola de terno quando estava na nona série e que ouve música gospel. Além disso, ele era presença constante nas reuniões da Câmara de Vereadores e em eventos comunitários.

“Às vezes os vereadores não estavam presentes, mas Jaylen estava lá”, disse outra vereadora, Angela Jones. “Ele assiste às reuniões do conselho escolar, às reuniões da comissão de água. Era muito jovem e já fazia isso. Quem é que faz algo assim? Mesmo naquela idade precoce, ele já tinha um objetivo.”

Earle, cuja população é de maioria negra, fica a 17 quilômetros de Memphis, Tennessee e é cercada por extensos campos de algodão e feijão. Há igrejas, algumas revendedoras de carros usados e pequenos restaurantes, como o Glory Grill, na rua principal, conhecido por seu “Mercy Burger”.

Billy Joe Murray, 68, o treinador aposentado de basquete da escola Earle High, disse que a cidade precisa urgentemente de melhorias. Para ele, o sistema de drenagem das vias públicas é o problema mais premente. “Toda vez que chove minha casa fica alagada”, disse, espantando abelhas na varanda de casa.

“Todo o mundo vai embora de Earle”, disse Murray. “As pessoas querem subir na vida, e Earle deve estar vivendo sua fase mais baixa.”

Mas ele acredita em Jaylen Smith. “Eu ensinei a mãe dele e conheço seu pai”, disse. “Jaylen pode parecer jovem, mas tem cabeça boa.”

Jaylen Smith tem dois irmãos velhos e um irmão gêmeo, Jayden. Sua mãe, Sonya Perkins, disse que ele “foi velho desde criança”. Murray o nomeou gerente do time de basquete da Earle High, e em certa época Smith sonhava em tornar-se policial estadual. Mas seus planos mudaram depois que ele se envolveu com política estudantil.

Outros jovens de 18 anos já foram eleitos prefeitos de outras cidades ao longo dos anos: em Hillsdale, Michigan; Roland, Iowa, e Yoncalla, Oregon. A cidade de Indian Head, Maryland, elegeu um prefeito de 19 anos. Em 2019 um menino de sete meses de idade virou prefeito de uma cidadezinha do Texas, mas o papel era puramente cerimonial.

Não existem registros abrangentes que incluam a idade de líderes municipais, mas a Associação de Prefeitos Afro-americanos disse que, quando Jaylen Smith ingressar nela oficialmente, será o membro mais jovem por mais de dez anos de diferença.

No primeiro dia do ano, num prédio público em Marion, a dez quilômetros de Earle, juízes empossaram prefeitos, vereadores e agentes policiais de várias cidades. Cada um recebeu um atestado do juramento que acabara de prestar. Mas nenhum outro município tinha uma multidão de apoiadores como os de Earle, com muitas pessoas usando camisetas estampadas com o rosto de Jaylen Smith.

A vereadora Angela Jones, ostentando seu próprio atestado, reconheceu que há muito trabalho pela frente, mas apreciou uma vitória que não parecia ser apenas de Jaylen Smith. “Ele tem uma oportunidade de mostrar ao mundo do que são capazes nossos jovens negros”, disse.

Smith já imaginou algum dia concorrer a uma vaga na legislatura estadual ou mesmo candidatar-se a governador do Arkansas.

Por enquanto, porém, sua atenção está tomada por Earle e o trabalho muitas vezes entediante de administrar a cidade. Passados alguns dias da posse, sua agenda já estava se enchendo de reuniões e ele já despachou operários para limpar os bueiros. E ele também precisa preocupar-se com a faculdade: ao mesmo tempo em que é prefeito, faz aulas online na Arkansas State University Mid-South.

“Há um versículo da Bíblia que eu sempre uso”, disse Smith, parafraseando um trecho do Livro de Habacuque que impulsionou sua campanha e o animou quando ele estava mapeando seu próprio futuro e o da cidade: “Escreva uma visão, defina-a em termos claros”.

Seu telefone fixo tocou novamente. “Gabinete do prefeito”, ele disse.

Via: https://redir.folha.com.br/redir/online/mundo/rss091/*https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2023/01/cidade-decadente-nos-eua-elege-prefeito-de-18-anos-para-se-renovar.shtml

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Recentes

Leia Também

Estudo da OCDE analisa criatividade de estudantes em 64 países

Partindo do princípio de que o pensamento criativo é...

Monica Nitz lança curta-metragem nesta quinta-feira (6)

ChatGPT A artista plástica e documentarista Monica Nitz lança seu...

Maldito ex: livro revela os dois lados da moeda

Maldito Ex, a sequência de Querido Ex, coloca em...

Papa recebe demandas de adolescentes sobre crises climáticas

Maria Helena Garrido, 17 anos, viveu de perto a...
g