sábado, 25 de maio de 2024

Combate à dengue: Sambão do Povo vai receber desfile de conscientização

O Sambão do Povo será o cenário de uma iniciativa crucial para orientar sobre a importância da prevenção da dengue no Espírito Santo. Na sexta-feira (02), durante o desfile do tradicional bloco “Que Loucura”, o grupo “Capixabas Unidos Contra a Dengue” marcará presença na avenida do samba, composto por profissionais de saúde da Secretaria da Saúde (Sesa), especialmente das Vigilâncias em Saúde, e também por profissionais das secretarias municipais. A intenção é conscientizar a sociedade de que a dengue é um risco prevenível, exigindo a colaboração de todos no combate aos focos do mosquito Aedes aegypti.

O desfile dos blocos está programado para começar às 21 horas, com os participantes concentrando-se a partir das 19 horas.

O Espírito Santo enfrenta atualmente uma epidemia de dengue, evidenciada pelo aumento significativo de casos a cada semana epidemiológica. Até a quarta semana epidemiológica, foram notificados mais de oito mil casos, com mais de três mil confirmados e mais de 190 casos graves ou com sinais de alarme, envolvendo a circulação da DENV 1 e DENV 2.

O subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Orlei Amaral Cardoso, explicou que essa ação durante o desfile de abertura do Carnaval de Vitória representa uma abordagem única em relação ao trabalho de rotina. Ele destacou a importância de utilizar o Carnaval como uma oportunidade de levar informações sobre a dengue para a população, através da arte e do lúdico.

O superintendente do Ministério da Saúde no Espírito Santo, Luiz Carlos Reblin, ressaltou a relevância de abordar questões como saúde mental e arboviroses, especificamente a dengue, durante o desfile no Sambão do Povo. Profissionais de diversas áreas do Sistema Único de Saúde (SUS) estarão presentes, transmitindo a mensagem de que é necessário que todos façam a sua parte para combater o mosquito.

A professora de Serviço Social da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e integrante do bloco “Que Loucura”, Fabíola Leal, enfatizou que a arte é uma excelente ferramenta para abordar temas como a saúde mental e a dengue, tornando essas questões acessíveis à sociedade.

Os preparativos finais para o desfile foram concluídos em uma reunião realizada na segunda-feira (29), com a participação do subsecretário Orlei Amaral Cardoso, do superintendente Luiz Carlos Reblin, do prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, da professora Fabíola Leal, além de técnicos da Sesa e dos municípios da Grande Vitória.

Detalhes do evento:

  • Desfile “Capixabas Unidos Contra a Dengue” e Bloco “Que Loucura”
  • Data: 02/02 (sexta-feira)
  • Concentração: 19 horas
  • Desfile: 21 horas
  • Duração do desfile: 50 minutos

Critérios para participação incluem a necessidade de pulseira de identificação durante a concentração, permissão para crianças a partir de 7 anos acompanhadas, preenchimento de um formulário online disponível no Instagram @blocoqueloucuraes, e proibição de entrada com água, bebidas alcoólicas e alimentos na avenida durante o desfile.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Recentes

Leia Também

g