sábado, 25 de maio de 2024

Valor do aluguel cai em dezembro, mas fecha 2023 em alta de 7,4%

O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (Ivar), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou uma queda de 1,16% em dezembro de 2023, na comparação com novembro. Os dados foram divulgados nessa quinta-feira (04).

Apesar do resultado negativo no último mês do ano passado, a taxa acumulada de 2023 teve alta de 7,46% em dezembro, ante 7,43% até novembro. Em novembro, o Ivar havia recuado 0,37%.

Entre novembro e dezembro, três das quatro cidades que compõem o Ivar tiveram desaceleração nos preços do aluguel residencial: Rio de Janeiro (de 2,83% para -3,3%), São Paulo (-0,98% para -1,62%) e Porto Alegre (-0,67% para -0,1%).

Por outro lado, Belo Horizonte (de -1,41% para 0,68%) registrou aceleração.

Na comparação com dezembro de 2022, houve desaceleração em São Paulo (5,48% para 4,89%) e Rio de Janeiro (9,27% para 8,27%).

Belo Horizonte (10,26% para 11,53%) e Porto Alegre (6,66% para 7,73%), por sua vez, tiveram aceleração anual.

O Ivar foi desenvolvido para medir a evolução mensal dos valores do aluguel residencial do mercado de imóveis no Brasil.

O índice mede a evolução mensal dos preços do aluguel residencial em quatro das principais capitais brasileiras, com base em informações de contratos de locação obtidas pela FGV junto a empresas administradoras de imóveis.

As informações são referentes aos valores dos contratos novos e dos reajustes de contratos existentes, além de características de cada imóvel.

*Por Metrópoles

Veja também:

Empresas devem investir mais de R$ 1 bilhão e gerar mais de mil vagas de emprego em Vila Velha

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe

Recentes

Leia Também

g