...

11 de agosto, dia do garçom; você sabia que esta data tem a ver com o dia do advogado? a gente te explica

“Campeão”, “fera”, “jogador”, “chefe”. Quem nunca utilizou, ou conhece alguém que de forma carinhosa se refere à aquele que nos serve quando estamos bebendo um negocinho, ou comendo algo em um bar, ou restaurante?

É o garçom. Aquele que leva um suco, um refri, uma cerveja geladinha, ou aquela comida, da cozinha até a nossa mesa. O que seria daqueles que gostam de apreciar a vida comendo ou bebendo, sem a presença do garçom? Tem bar que é só fazer o barulhinho do casco no isopor, que o garçom já sabe que o cliente quer mais uma.

Já parou para pensar como o garçom rala? Trabalha pra caramba, anda a tarde, a noite toda, equilibrando garrafas, copos, jarras, pratos em uma bandeja. Além de esportista, é um equilibrista. Tenta levar uma garrafa de água que você vai ver o quão é difícil.

Dia do garçom é comemorado neste dia 11. Foto: divulgação.

E é claro que uma profissão tão nobre tem um dia a ser comemorado, ou pelo menos ser lembrado. Afinal, o garçom muitas vezes passa despercebido aos olhos de muitos clientes. E o dia é hoje, 11 de agosto. Mas você sabe o porquê dessa ideia?

Dia do garçom

A comemoração do dia do garçom tem a ver com o dia do advogado, (também comemorado hoje) e o dia da pendura, (o famoso fiado).

Tudo começou em 11 de agosto de 1827, quando o imperador Pedro I assinou um decreto para a criação dos primeiros cursos de direito do país. Na época, a profissão de advogado possuía muita notoriedade, sendo muito respeitada pela sociedade, inclusive por proprietários de bares e restaurantes.

Estes, como forma de homenageá-los, convidavam os estudantes de direito para comemorarem a data do Dia do Advogado, tudo por conta da casa. Ou seja, os jovens bebiam e comiam à vontade, e os garçons “penduravam” a conta com um prego, sendo conhecido também como o Dia da Pendura.

Apesar de não serem cobrados, os estudantes não deixavam de oferecer a gorjeta ao garçom. Posteriormente, com o aumento dos cursos de direito no país, o Dia da Pendura foi ficando insustentável para os donos dos estabelecimentos. E com isso, como forma de homenageá-los, ficou estabelecido que a data de 11 de agosto também seria celebrado o Dia do Garçom.

Quando surgiu a profissão garçom?

Desde que o mundo é mundo, um ser humano tem o hábito de servir o outro. Na antiguidade, por exemplo, combatentes derrotados em suas guerras, deveriam servir quem os derrotou.

Depois, durante o período triste da escravidão, escravizados serviam seus senhores. Mas em 1795, com a criação do primeiro restaurante na França, que se utilizou o termo “garçon”, pela primeira vez. Que nada mais é que garoto novo, em francês.

Os 10% do Garçom: Pagá-los ou não?

Essa pequena gratificação como forma de retribuir a quem prestou algum serviço, é quase que uma obrigação social em alguns países, como França e Estados Unidos, sendo considerado como falta de educação alguém que não oferece uma gorjeta pelo bom atendimento recebido.

No Brasil, qualquer estabelecimento pode cobrar taxa de serviço, contanto que seja informado previamente ao cliente. Os 10% do valor extra são incluídos na conta final, porém, não existe obrigatoriedade do pagamento. Ou seja, o consumidor pode pedir para ser retirado a taxa caso não fique contente com o serviço prestado.

Leia também:

Quem tem amigo tem tudo! 20 de julho é celebrado o Dia da Amizade

 

Arleson Schneider
Arleson Schneider
Arleson Schneider é jornalista desde 2007, nascido e criado na periferia de Vitória. Formado também em contrabaixo, é amante de música e de livros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Recentes

Leia Também

g