...

A queda da Twitch e a ascensão da Kick

No início do mês de junho a grande plataforma de streaming Twitch anunciou mudanças em suas regras e diretrizes que deixou os criadores e parceiros apreensivos sobre seu futuro na plataforma. A nova regra seria válida a partir do início de julho.

A plataforma já é conhecida pelo grande domínio na área de streaming e seu comportamento nada agradou aos criadores de conteúdos e parceiros. Um dia após o anúncio a própria empresa anunciou que removeria essa regra nova e pediu desculpas pelo anúncio.

O que mudaria?

A nova regra que foi anunciada seria que os seus criadores e parceiros ficariam impedidos de rodar anúncios em vídeos ou áudio que fossem publicidades diretamente em suas lives e até a inserção de banners e logos de patrocinadores seria restrito a ocupar apenas 3% do tamanho da tela.

Essa medida foi encarada como uma maneira de reduzir a capacidade de ganho dos criadores por si mesmos, enquanto os anúncios da própria Twitch que são considerados intrusivos e atrapalham a experiência de quem quer assistir algo na plataforma foram privilegiados.

A revolta da Comunidade

A reação da comunidade e seus criadores de conteúdos foi de completa preocupação e descontentamento com a plataforma. Grandes nomes no mundo do entretenimento digital deram seu parecer com tweets falando sobre o assunto.

Asmongold, criador de conteúdo MMO falou sobre trocar a plataforma por outras opções como Kick, Rumble ou Youtube e até mesmo sobre boicotar a Twitch apontando que essas mudanças na publicidade geram mais danos aos streamers do que benefícios. Confira alguns Tweets:

“Não digo isso por brincadeira, mas acho que esta é uma situação legítima em que os streamers devem considerar boicotar a Twitch ou mudar para outras plataformas”, disse ele. “Criar formas comuns e inofensivas de propaganda literalmente contra o ToS para que a Twitch possa monopolizar mais a renda dos streamers”

Um rival? Quem seria?

Uma nova plataforma de streaming de transmissões ao vivo surgiu e vem crescendo graças ao anúncio catastrófico que a Twitch fez. Essa plataforma se chama Kick que além de ter um layout muito parecido com a sua rival está ganhando criadores de conteúdo novos pela sua forma de monetização.

Diferente das suas rivais, a Kick tem um sistema que repassa aos criadores 95% da receita obtida por meio das assinaturas, sendo muito superior aos 50/50 da Twitch ou 70/30 do Youtube.

Outro diferencial é a permissão para transmissão de conteúdos Hot Tub que também libera elementos relacionados a apostas, e inclusive por permitir conteúdos assim que a plataforma visa ser diferente da Twitch.

Também há uma promessa de pagamento fixo aos usuários, onde não há dependência do número de assinantes de cada mês na plataforma, portanto é uma promessa de renda constante que tem como base o número de horas assistidas e o número total de espectadores.

Claro que o Kick ainda está longe de chegar no mesmo patamar da Twitch, ainda mais com as polêmicas que podem aparecer por conta dos conteúdos que são transmitidos. Mesmo assim, vale a pena observar e ver se o site conseguirá mesmo se consolidar como um rival à altura da Twitch.

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Recentes

Leia Também

Novidades Netflix: confira os lançamentos da semana

Esta semana, a Netflix prepara-se para receber uma seleção...

Conheça três Benefícios dos Smartwatches

Os smartwatches estão se tornando cada vez mais populares....

Marketing de influência: como grandes marcas usam essa prática para crescer

Atualmente, o marketing de influência aparece como uma ferramenta...

Como otimizar o notebook e melhorar o desempenho do seu computador

Com a digitalização da educação e de diversas áreas...
g