...

Seleção Brasileira empata com a Jamaica e acaba eliminada da Copa do Mundo

Em um jogo decisivo contra a Jamaica, a Seleção Brasileira Feminina não conseguiu a vitória necessária para avançar na Copa do Mundo Feminina de 2023. A partida, que contou com Marta como titular e a zagueira Kathellen de volta à equipe, terminou em empate, permitindo que a Jamaica avançasse para as oitavas de final pela primeira vez em sua história.

O Brasil entrou em campo com o objetivo de buscar a vitória e a classificação, e durante grande parte do jogo, dominou a posse de bola e as jogadas ofensivas. No entanto, a equipe jamaicana optou por uma estratégia defensiva, se organizando para evitar os avanços brasileiros e segurar o empate que garantiria sua continuidade na competição.

Apesar da nova postura apresentada em relação ao jogo anterior contra a França, a Seleção Brasileira não conseguiu traduzir sua superioridade em gols. Nos primeiros dez minutos, criou três oportunidades de gol, mas esbarrou na eficiente goleira jamaicana, Becky Spencer.

Com Marta, Debinha e outras jogadoras liderando o ataque, o Brasil teve diversas chances de marcar ao longo da partida, porém a Jamaica se defendeu com eficiência e manteve o placar em 0 a 0 até o fim do primeiro tempo.

No segundo tempo, a equipe brasileira recomeçou com pressão em busca do gol que garantiria a classificação. A técnica Pia Sundhage fez algumas substituições aos 35 minutos, na tentativa de trazer mais efetividade ao ataque. Contudo, nos minutos finais, o time brasileiro demonstrou nervosismo e acabou desperdiçando algumas oportunidades de gol.

O jogo terminou sem gols, o que resultou na eliminação da Seleção Brasileira Feminina da Copa do Mundo de 2023. O resultado foi uma grande decepção para a equipe, que era considerada uma das favoritas ao título. Essa foi mais uma campanha abaixo das expectativas em Mundiais, após já ter sido eliminada na fase de grupos nas edições de 1991 e 1995.

Classificação histórica

Enquanto o Brasil se despede da competição, a Jamaica comemora sua histórica classificação para as oitavas de final. A equipe caribenha avançou em segundo lugar no Grupo F, com 5 pontos, atrás apenas da França. Agora, enfrentará o primeiro colocado do Grupo H, que pode ser a Colômbia ou a Alemanha, em busca de mais uma surpresa no torneio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Recentes

Leia Também

Estádio Kleber Andrade vai receber jogo entre Cruzeiro e Fortaleza

No dia 04 de agosto, o Estádio Estadual Kleber...

Equipe feminina de handebol convocada para os Jogos Olímpicos de Paris

O técnico Cristiano Rocha anunciou nesta quinta-feira (4) a...
g