...

Serra lança programa “Vamos Ler Juntos?”, que incentiva leitura em família

Cerca de 2 mil estudantes do 3º ano de 10 unidades da rede de ensino da Serra vão se transformar em disseminadores da leitura e da literatura capixaba a partir desta semana. Eles são os agentes do projeto “Vamos Ler Juntos?”, uma parceria inédita entre a Secretaria Municipal de Educação (Sedu) e a ArcelorMittal.

Na ação, dentro das atividades do “LiteraSerra”, coordenado pela Gerência de Formação da Sedu, os alunos irão receber um kit contendo o livro “Chapéu”, da escritora Joana Herkenhoff, uma ecobag e um encarte lúdico de atividades, elaborado em parceria com o Centro Cultural Eliziário Rangel.

A primeira entrega será nesta terça-feira (15) nos turnos matutino e vespertino da Emef Espaço Alternativo, em Jardim Carapina. O lançamento oficial será na manhã da próxima quarta-feira (16), na Emef Professora Áurea Maria, em Novo Horizonte.

A iniciativa é estimular o hábito de leitura nas crianças e também em suas famílias. Em casa, o livro vai ser o fator de encontro da criança com seus pais para que possam ler juntos, num momento de interação e afeto. O encarte complementa sugerindo atividades a serem feitas juntos após a leitura.

A secretária de Educação da Serra, Luciana Galdino, vê o projeto como uma ferramenta necessária para combate ao analfabetismo.

“O projeto ‘Vamos ler Juntos?’ é uma ação que contribui para o processo de ensino e de aprendizagem, em especial, para melhoraria do nível de leitura e escrita das crianças. Além disso, também promove a cultura da leitura em família, sendo este mais um ambiente de aprendizagem e interação através da leitura”, ressalta.

“A ação ‘Vamos ler juntos?’, do ‘LiteraSerra’, é uma política para assegurar o direito de acesso ao livro, tão essencial quanto qualquer outro direito humano, embora não tão fácil de mensurar, visto que a valorização da cultura letrada é decorrência de processo educativo. É aí que essa política incide: na educação literária dos estudantes e suas famílias. Sem falar nas memórias afetivas com a experiência do primeiro livro, do contato com o escritor e a leitura de uma obra sonhada para encontrar esse público, os estudantes da rede municipal de ensino”, comenta Joana Herkenhoff, professora, escritora e coordenadora do LiteraSerra.

A perspectiva é que o projeto se estenda futuramente e alcance outras escolas da rede.

Leia também:

Artistas capixabas selecionados para o CowParade Vitória-Vila Velha são anunciados

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Recentes

Leia Também

g